reativar a piscina

4 passos para acordar e reativar a piscina antes do verão


Eis o que poderá ficar a saber para reativar a piscina antes do bom tempo:

  1. Filtração a 100%
  2. Verificação dos níveis do pH
  3. Desinfeção o quanto obrigas
  4. Quando o tratamento é de choque para reativar a piscina

Com o tempo frio a água da piscina fica livre das algas e microrganismos, contudo, com a chegada do tempo quente começam a surgir as indesejadas sujidades.  É tempo de iniciar-se um novo ciclo onde os cuidados são inúmeros, para que possa reativar a piscina .

Logo que a temperatura atinge os 20/25 °C a desestabilização da água é quase certa. E, segundo a nossa experiência, o ideal será repor todo o sistema a funcionar logo que as temperaturas atinjam os 15 °C. Para usufruir da piscina (em aço ou betão) sem percalços e com a certeza de uma água limpa e pronta para os tão desejados mergulhos, siga estes simples e essenciais passos para acordar e reativar a piscina antes da chegada do verão.

1 – Filtração a 100%

A água evolui rapidamente, às vezes em apenas algumas horas, e fica poluída devida às impurezas e ao calor.  Uma piscina, com uma filtragem normal, revestimentos sãos e um uso familiar médio, que apresenta água turva, carregada e verde, necessita de ter o sistema de filtração em contínuo 24h sobre 24h, para que a água recupere o aspeto claro (ver a tabela em baixo). Além disto, deve ter em conta que quanto mais elevada a temperatura, maior o tempo de filtração exigido.

Dica: Quanto mais elevada a temperatura, maior o tempo de depuração exigido.

Se pretende recuperar a água que está turva ou verde deve, primeiramente retirar (caso tenha) a cobertura isotérmica da piscina. Mesmo durante o inverno as impurezas conseguem infiltrar-se, pela ação do vento e da chuva, na água da piscina. De seguida, deve retirar todos os detritos quer da água quer dos cestos dos skimmers. Desta forma, , é então chegada a altura de começar a filtração em pleno. A lavagem do filtro é também uma tarefa fundamental neste processo. Faça mensalmente uma lavagem das areias, para eliminar algas e outros resíduos que aí fiquem retidos.

Tabela de Filtração

Temperatura da Água

Horas de Filtração Dia

Inferior a 10 °C

2 horas

De 10 a 12 °C

4 horas

De 13 a 16 °C

6 horas

De 17 a 24 °C

8 horas

De 25 a 27 °C

10 horas

De 28 a 30 °C

15 a 20 horas

Mais de 30 °C

20 a 24 horas

2 – Verificação dos níveis do pH

 

A água de uma piscina não tem só necessidade de ser filtrada, como também de ser tratada (pode contratar este tipo de serviços ). Mas, antes disso deverá analisar a água da piscina para saber o seu nível pH para que fique a par da taxa de desinfetante que a usar. O objetivo aqui é poder proceder aos reajustamentos com uma maior precisão.

O pH (Potencial de Hidrogénio) varia entre zero e 14. À partida o pH de uma água pura ou neutra a 20 °C é de 7, mas se for ácida será inferior a esse valor. A água básica é o que se chama quando este se encontra acima do 7.

kit de análise da água da piscina

Para os banhistas, que passam várias horas na água, o ideal é que se situe o mais perto possível dos 7,4 (mas pode estar compreendido entre os 7,2 e os 7,6). Deste modo, deve munir-se de um estojo de análise (O que é um Kit de Análise?) e controlar regularmente o pH da sua água, evitando problemas para si, para a sua família e para a sua piscina.

Lembre-se… Se a água cheirar muito a cloro, pode significar que tem FALTA de cloro e não excesso, como é habitual pensar-se.

Matérias orgânicas, tais como o suor e os mucos, produzem amoníaco. Estas em contacto com o cloro, combinam-se e formam clorominas, conhecidas como cloro combinado. A resolução do problema passa pela adição de doses de cloro ativo, em quantidade suficiente para eliminar essas clorominas.

3 – Desinfeção o quanto obrigas

Depois da filtração, a qualidade da água de uma piscina passa obrigatoriamente por tratamentos (conheça alguns nesta página) adaptados tanto para a desinfeção, como para o seu equilíbrio e conservação.

Somente uma água clara e límpida convida a um mergulho, mas tal pode não significar que essa água esteja em perfeitas condições. A água de uma piscina com uma filtração excelente pode não estar a atuar contra os germes patogénicos, nem a agir preventivamente contra as algas. A água pode tornar-se verde, porque o banhista e a natureza são responsáveis por levar para a água agentes poluentes. Estes agentes são reforçados em grande parte pela ação da temperatura.

Assim, para combater estes “inimigos”, os tratamentos da água são indispensáveis e sem eles não será possível manter a água utilizável. Para isso, proceda a pelo menos duas vezes por semana ao controlo do cloro e do pH da água da piscina. Enquanto o pH se deve situar entre os 7.2 e os 7.6, o cloro deve ser mantido entre os 0,5mg/l e 1,5mg/l.

Nota: Tenha em atenção que a utilização de químicos agressivos ou reagentes poderá, ao longo do tempo, danificar:

  • o revestimento,
  • a própria escada,

pelo que deve seguir os conselhos dados pelo instalador da sua piscina.

4 – Quando o tratamento é de choque para reativar a piscina

Quando decide colocar um ponto final na hibernação (para saber mais sobre este processo veja este artigo no nosso site Aquashop) e preparar a piscina para o verão, é frequente encontrar alguns focos de poluição. A sua remoção é, por vezes, difícil. Como tal, para devolver à sua piscina uma água límpida e em condições para ser usada é imprescindível levar a cabo uma operação designada por Tratamento de Choque (o Cloro Choc é um produto típico para este tipo de tratamento).

sujidade

De igual modo, o rápido aquecimento obriga a uma intervenção deste tipo. Com o aumento da temperatura, criam-se as condições para a propagação de microrganismos e algas. Estes poderão rapidamente degradar a qualidade da água da sua piscina.

Se a água estiver turva ou esverdeada, é necessário aplicar um tratamento de choque com trabalho contínuo de filtração durante um período de 2 a 3 dias, como referido antrás. O tratamento químico prevê a aplicação de produtos nas seguintes proporções:Cloro Choc

  • 100 g de cloro por cada 10 m³ de água,
  • após este processo é recomendável que faça uma nova verificação do pH,
  • a este primeiro tratamento deverão suceder-se filtrações mais curtas, com a duração de 4 a 6 horas por dia,
  • posteriormente, os tempos de filtração deverão ir variando, em função da temperatura e da poluição da piscina.

Ao seguir estes passos vai, com a nossa garantia, reativar a sua piscina e poder usufruir dela assim que quiser. O nosso maior conselho é nunca deixar para o verão um procedimento que é simples quando feito na altura certa.

Se gostou deste artigo, partilhe-o com os seus amigos!

 

Artigos que podem interessar