Capa 7 filmes com água

7 filmes que têm uma relação concetual com a água

Quem não se lembra das tardes de domingo ou das férias grandes passadas a ver aqueles filmes que davam na televisão? Quem não se lembra de assistir ao Sozinho em Casa (1990) todos os natais ou o Top Gun (1989) ou Karatê Kid ( (1984, 1986 e 1989) no verão? Muitos destes filmes marcaram a nossa adolescência e foi com toda a certeza, uma fase das nossas vidas totalmente despreocupada e com muitos sonhos ainda por concretizar.

Juntávamo-nos em família ou só com os amigos, luz desligada e persianas fechadas para assistir a mais um filme. E algumas das décadas foram bastante profícuas no lançamento de grandes produções cinematográficas, como o Exterminador do Futuro (1984 e 1991) ou mesmo o Clube dos Poetas Mortos (1989). Mesmo aqueles filmes com um enredo e um conjunto de atores menos bons, era motivo para arranjarmos tempo para os ver.

Mas o que é que o cinema tem a ver com água e com piscinas? A relação concetual entre o cinema e água é um tema bastante interessante, isto porque vamos encontrar em muitos desses filmes o elemento água, que está presente de um forma subtil ou o como um dos cenário mais importantes de todo a história.

1 – Lagoa Azul (1980)

O elemento água aparece durante todo o filme, sendo aliás o que une as duas personagens ainda crianças.  No decorrer do filme, as crianças crescem para jovens adultos e foram com toda a certeza personagens de muitos dos sonhos de juventude. Por causa deste papel, a atriz Brooke Shields transformou-se numa das maiores musas dos anos 1980.

  • Trailer: Blue Lagon
  • Curiosidade: O filme foi filmado numa ilha das Fiji, chamada Turtle.

2 – Gremlins (1984)

Quem não se lembra do adorável Gizmo e os demoníacos Gremlins? Depois da meia-noite não era permitido dar comida e nunca, mas nunca se podia molhar o pequeno animal. A ação do filme desenrola-se toda por causa do elemento líquido. E a apoteose desta película inicia-se quando um dos Gremlins cai a uma piscina.

3 – Karatê Kid (1984)

Não há ninguém que, nesta altura, não tentasse fazer aquele movimento à “la Karatê Kid” em cima de um qualquer muro ou cadeira. Onde está a água aqui? Na hora da verdade, Daniel-San aplica um golpe, que mereceu muito treino, em frente ao mar. O mestre desta arte marcial, Mister Miyagi ajuda o destreinado rapaz a vencer os seus maiores inimigos. Um filme com um feliz ensinamento que incentivou toda uma geração.

  • Trailer: Karate Kid
  • Curiosidade: Lembram-se daquele pontapé dado a um dos cacifos no balneário? O ator que fez de Daniel San acertou mesmo…

4Cocoon (1985)

Os casulos deixados por extraterrestres na piscina de um Lar de Idosos da Florida, nos E.U.A., fazem milagres. Qual fonte de juventude, o elemento água é preponderante neste filme. Mas aquela piscina guarda um segredo bem maior, que é posto em causa. Toda a história, enredo e atores merecem ser novamente revisitados nesta grande produção cinematográfica.

  • Trailer: Cocoon
  • Curiosidade: Este é o sexto, de nove filmes em que Jessica Tandy e Hume Cronyn atuaram juntos.

5 – Assalto ao arranha-céus (1988)

Bruce Willis é o “Die Hard” que ninguém esquece. A festa no último andar de um gigantesco arranha-céus de Nova Iorque é o cenário perfeito para um grupo de terroristas fazer as suas ameaças. Num ambiente de luxo, o elemento água é aquele que irá, para além do intrépido John McClane, salvar as pessoas e o edifício de um assustador e dantesco incêndio.

  • Trailer: Die Hard
  • Curiosidades: Célebre pela frase “Yippie-ki-yay, motherf—er!”. O filme Assalto ao Shopping (2017) é uma espécie de versão recente do Assalto ao arranha-céus.

6 – O Abismo (1989)

Um filme de ficção científica que se desenrola no fundo do mar. Aqui o elemento água é o cenário do filme, e o submarino nuclear USS Montana é a razão pela qual uma equipa desce às profundezas do mar para tentar perceber o desaparecimento de 156 tripulantes. Esta grande produção junta Ed Harris e Mary Elizabeth Mastrantonio, que com uma equipa de SEALS, recebem a visita inesperada de um elemento extraterrestre feito de água.

  • Trailer: The Abyss
  • Curiosidade: Foi uma das mais caras produções cinematográficas da década de 1980 (cerca de 70 milhões de dólares).

7 – Exterminador Implacável 2 (1991)

Depois do primeiro Exterminador Implacável em 1984, onde “I’ll be back” estava na moda, eis que surge a sequela que marcou toda uma era. A evolução dos efeitos especiais e o investimento de mais de 100 milhões de dólares, coloca este filme como um dos mais bem sucedidos filmes do início daquele década de 1990. Mais uma vez o elemento água está presente, desta vez na forma do exterminador antagonista do Arnold Schwarzenegger, chamado T-1000.

  • Trailer: Terminator 2
  • Curiosidade: A frase “Hasta la vista Baby!” não foi bem aceite pelos nossos hermanos espanhóis. “Sayonara, baby” é a versão alterada para a Espanha.